Para atores de Mercúrio e Feiticeira Escarlate, atuar em novo “Vingadores” foi "intimidante"

quinta-feira, 23 de abril de 2015 15:53 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Elizabeth Olsen e Aaron Taylor-Johnson, que estão estreando entre os super-heróis mais poderosos do mundo na sequência do sucesso “Os Vingadores”, disseram que se juntar a um elenco com tantas estrelas foi “intimidante”.

A jovem dupla de atores, que atuou também no “Godzilla” de 2014, voltou a trabalhar junta em “Os Vingadores: A Era de Ultron” nos papéis dos gêmeos Wanda Maximoff e Pietro Maximoff, que encarnam Feiticeira Escarlate e Mercúrio.

Eles somam forças a uma trupe já consagrada: Robert Downey Jr. (Tony Stark/Homem de Ferro), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Chris Evans (Capitão América), Mark Ruffalo (Hulk) e Chris Hemsworth (Thor).

“É super surreal e muito empolgante e meio intimidante entrar naquele set de filmagem, mas por sorte já tínhamos feito um filme juntos e acho que isso ajudou muito, ter uma parceira”, disse Taylor-Johnson à Reuters em uma entrevista de divulgação do filme.

“Além das personalidades serem intimidantes, por serem todos atores tão incríveis, também é intimidante chegar para aprender como você irá retratar estes personagens, quando para eles já é algo natural a essa altura”, acrescentou Elizabeth.

“Os Vingadores” foi o filme que ultrapassou mais rápido a marca de 1 bilhão de dólares nas bilheterias quando foi lançado em 2012.

A continuação mostra Tony Stark tentando iniciar um programa de pacificação, mas quando as coisas dão errado os super-heróis têm que deter os planos destrutivos do vilão Ultron.

“Os Vingadores: A Era de Ultron” estreia nos cinemas brasileiros nesta semana.

(Por Rollo Ross)

 
Atriz Elizabeth Olsen em lançamento europeu de "Vingadores" em Londres. 21/04/2015. REUTERS/Stefan Wermuth