Drama mexicano leva prêmio principal no festival de cinema de Pequim

sexta-feira, 24 de abril de 2015 10:18 BRT
 

PEQUIM, (Reuters) - O drama do diretor mexicano Bernardo Arellano sobre um casal de idosos enfrentando dificuldades econômicas levou o prêmio de melhor filme na quinta edição do Festival Internacional de Cinema de Pequim.

“Comienzo del Tiempo" conta a história de Antonio e Bertha às voltas com momentos difíceis, quando as pensões sociais são suspensas por causa de uma crise financeira nacional.

O astro Jackie Chan, dos filmes de kung fu, entregou o prêmio a Arellano na cerimônia de encerramento do festival na quinta-feira à noite, na capital chinesa.

O francês Jean-Jacques Annaud ganhou o prêmio de melhor diretor por “Le Dernier Loup", sobre um estudante chinês que vai viver com os pastores nômades na região autônoma chinesa da Mongólia Interior.

Artyom Tsypin venceu na categoria de melhor ator por seu papel em "A White, White Night", enquanto Yulia Peresild foi a melhor atriz por "The Battle For Sevastopol".

O festival teve um novo conselheiro-chefe, o ex-dirigente dos festivais de Veneza e Roma Marco Mueller, que os organizadores esperam vá elevar o prestígio do evento, realizado durante uma semana.

O diretor francês Luc Besson presidiu o júri da premiação, integrado pelo diretor russo Fedor Bondarchuk, o cineasta de Hong Kong Peter Chan e o roteirista norte-americano Robert Mark Kamen.

As receitas de cinema na China cresceram 34 por cento no ano passado, passando a 4,8 bilhões de dólares, de acordo com a Motion Picture Association of America, consolidando sua posição como a segunda maior bilheteria, depois dos Estados Unidos e do Canadá.

(Reportagem de Reuters Television em Pequim, e Marie-Louise Gumuchian em Londres)

 
Diretor mexicano Bernardo Arellano levantando prêmio ao lado de membros do elenco, em Pequim.   24/04/2015     REUTERS/Stringer