Chanel se inspira em estilo sul-coreano tradicional para linha de cruzeiro

segunda-feira, 4 de maio de 2015 16:28 BRT
 

SEUL (Reuters) - A grife francesa Chanel se baseou no estilo de vestimenta sul-coreana tradicional para sua coleção de cruzeiro 2015/2016, revelando uma linha intertemporada colorida em um desfile em Seul nesta segunda-feira.

As coleções de cruzeiro, originalmente concebidas para fashionistas ricos que passam férias em seus iates ou em viagens marítimas durante os meses de inverno, são produzidas pelos estilistas como um acréscimo às linhas tradicionais lançadas duas vezes por ano.

As modelos se exibiram com jaquetas de ombros arredondados e mangas grandes, calças largas e saias pouco acima dos joelhos, uma referência aos modelos de ternos que são marca registrada da grife.

Os vestidos multicoloridos com faixas eram todos de cintura alta, deixando a silhueta bem volumosa.

Entre os acessórios se viu uma bolsa de mão decorada com madrepérola, um material tradicionalmente usado em mobília na Coreia do Sul. As modelos também usaram perucas pretas que pareceram inspiradas na dinastia Chosun, que governou o país entre 1392 e 1910.

Usando uma palheta com rosa, laranja, violeta, verde hortelã e azul royal, o diretor criativo Karl Lagerfeld disse ter se inspirado na vestimenta sul-coreana tradicional, o hanbok, para sua linha.

“O conceito é uma versão moderna e internacional do espírito coreano típico, de como o vemos para o século 21 moderno, mas com inspiração no passado”, disse o estilista aos repórteres no desfile, o primeiro da grife realizado na Coreia do Sul.

Celebridades internacionais e locais, como a modelo brasileira recém-aposentada Gisele Bundchen, compareceram à ocasião no Dongdaemun Design Plaza.

(Por Hyunyoung Yi e Ju-min Park em Seul)

 
Modelo desfila coleção cruzeiro da Chanel em Seul. 4/5/2015.  REUTERS/Thomas Peter