Jane Fonda e Lily Tomlin revelam as almas septuagenários em "Grace and Frankie”

quinta-feira, 7 de maio de 2015 10:33 BRT
 

Por Mary Milliken

LOS ANGELES (Reuters) - Recorrendo a relaxantes musculares e substâncias alucinógenas na praia, duas esposas abandonadas pelos maridos, retratadas por Jane Fonda e Lily Tomlin, enfrentam a raiva e a mágoa e se perguntam: "E agora?"

O modo como uma irritada Grace (Jane) e uma boêmia Frankie (Lily) se recuperam da indignidade do abandono por parte de seus maridos em uma idade avançada é o tema de fundo da nova série da Netflix Inc, "Grace and Frankie", que estreia sexta-feira com 13 episódios disponíveis para streaming.

Desfrutando um ótimo relacionamento 35 anos depois de atuarem ao lado de Dolly Parton em “Como Eliminar seu Chefe”, uma comédia sobre uma vingança de trabalhadoras, Jane, de 77 anos, e Lilly, de 75, se deleitaram com a rara oportunidade de representar mulheres de idade avançada.

"Nós somos o segmento de mais rápido crescimento demográfico no mundo e ainda não estamos refletidas na mídia", disse Jane, que ganhou duas vezes o Oscar e agora está em sus primeira protagonista na televisão. "Estou muito feliz com o fato de que “Grace and Frankie” possa começar a expor o que de fato é ser uma mulher mais velha.

Grace and Frankie formam uma estranha dupla da vida moderna, abaladas pela revelação de seus maridos de que são gays e desejam se casar. Martin Sheen interpreta o marido de Grace por 40 anos, Robert, e Sam Waterston, o de Frankie.

 
Jane Fonda (de casaco amarelo) e Lily Tomlin durante evento da Netflix, em Los Angeles.   30/04/2015   REUTERS/Mario Anzuoni