Museu dos EUA devolve estátua de deus-macaco ao Camboja

terça-feira, 12 de maio de 2015 10:13 BRT
 

PHNOM PENH (Reuters) - Um museu dos Estados Unidos devolveu nesta terça-feira ao Camboja uma estátua do século 10 do deus-macaco hindu Hanuman, dizendo que pesquisas sugeriram que provavelmente havia sido furtada da porta de um antigo conjunto de templos.

O Museu de Arte de Cleveland afirmou que estava devolvendo voluntariamente a figura de pedra com corpo humano e cabeça e cauda de macaco, ​​adquirida em 1982 de um negociante de arte em Nova York já falecido.

Dançarinos cambojanos jogaram flores para desejar boa sorte durante a cerimônia de devolução, que contou com a presença do vice-primeiro-ministro do Camboja, Sok An, e dezenas de ministros em Phnom Penh, a capital do país. Funcionários penduraram guirlandas de flores em volta do pescoço da estátua.

"Tenho certeza de que se Hanuman estivesse vivo veríamos um sorriso em seu rosto mostrando sua alegria por estar aqui entre nós, o lugar ao qual pertence", afirmou Sok An, pós a assinatura dos documentos da devolução, ao lado do Museu de Arte de Cleveland, William Griswold.

A estátua se junta a outras cinco da região de Koh Ker, no norte do país, recentemente devolvidas pelos Estados Unidos ao Camboja.

O museu de Cleveland informou que uma pesquisa mostrou que a estátua havia sido posta à venda na Tailândia em 1968 e 1972.

(Reportagem da Reuters Television)

 
Estátua de deus-macaco devolvida por museu dos EUA ao Camboja. 12/05/2015 REUTERS/Samrang Pring