Morte de B.B. King comove músicos e políticos

sexta-feira, 15 de maio de 2015 16:15 BRT
 

Por Mary Milliken

(Reuters) - O guitarrista Eric Clapton lembrou o disco de B.B. King que o inspirou quando ainda era um músico iniciante, e os presidentes norte-americanos Barack Obama e Bill Clinton recordaram a emoção de tocar com o “Rei do Blues”.

Músicos, políticos e amantes do gênero musical de todo o mundo expressaram nesta sexta-feira sua tristeza com a morte da lenda do blues na noite de quinta-feira, aos 89 anos de idade, e sua gratidão pelo legado que deixou.

Noticiários de rádio e televisão exibiram vídeos de suas canções mais famosas, que levaram o blues de seu Estado nativo do Mississippi para o grande público.

Clapton, um dos guitarristas mais influentes do mundo musical, agradeceu King pela inspiração, pelo incentivo e pela amizade ao longo dos anos.

“Esta música é quase uma coisa do passado agora, e não sobraram muitos para tocá-la com a pureza de B.B.”, disse o britânico em um vídeo publicado em seu Facebook. “Ele era uma estrela-guia para todos nós que amamos este tipo de música, e eu o agradeço do fundo do coração”.

Clapton incentivou as pessoas a descobrirem o disco de 1965 intitulado “B.B. King Live At The Regal”, afirmando se tratar “do ponto em que tudo realmente começou para mim como jovem músico”.

Obama, nativo de Chicago, a meca do blues, relembrou como cantou “Sweet Home Chicago” com King em um espetáculo de blues na Casa Branca três anos atrás.

“B.B. pode ter partido, mas aquela emoção ficará conosco para sempre”, declarou Obama em um comunicado, fazendo um trocadilho com um sucesso de King, “The Thrill Is Gone” (A Emoção Acabou). “E hoje à noite vai haver uma sessão de blues no céu”.

Clinton disse que sempre será grato por ter tido a chance de tocar duas vezes com King e porque o músico recebeu o prêmio Kennedy Center Honor quando ele ainda era presidente. “Embora uma lenda norte-americana tenha partido para receber sua maior honraria, a emoção de seus dons jamais acabará”, declarou ele em um comunicado juntamente com sua esposa e pré-candidata democrata à Presidência, Hillary Clinton.

 
Banda passa diante de B.B. King Blues Club & Grill em Times Square, Nova York. 15/5/2015.   REUTERS/Shannon Stapleton