19 de Maio de 2015 / às 16:53 / em 2 anos

Emily Blunt leva guerra ao tráfico para Cannes no filme "Sicario"

Emily Blunt e Benicio Del Toro no Festival de Cannes para promover "Sicario". 19/05/2015 REUTERS/Benoit Tessier

CANNES, França (Reuters) - Um filme cujo diretor canadense Denis Villeneuve diz ter o propósito de quebrar “o silêncio” sobre a brutalidade do tráfico de drogas mexicano e a cumplicidade dos usuários na violência será exibido em Cannes nesta terça-feira.

“Sicario”, que significa assassino profissional em partes da América Latina, é um thriller de ação em que agentes cruzam fronteiras territoriais e legais.

Emily Blunt interpreta a agente do FBI Kate, que é recrutada em uma operação de alto risco liderada pela CIA. Josh Brolin é Matt, o líder do time da CIA, enquanto Benicio Del Toro, co-estrela como um colombiano cuja relação com a CIA é desenvolvida ao longo do filme.

O filme, na competição para o prêmio Palma de Ouro, foi filmado por Roger Deakins, que criou um cenário mexicano infernal, em que os cartéis tornaram a cidade em uma zona de guerra.

“Eu acho esta personagem problemática e vulnerável, e ela luta com este mundo de ser uma policial mulher - e certamente com as questões morais que vai vivenciar com os homens”, disse Emily Blunt.

Brolin, que atuou como o presidente norte-americano George W. Bush no filme “W.”, de Oliver Stone, disse que originalmente recusou a oferta para o papel de Matt, mas ficou feliz que amigos o convenceram a mudar de ideia. “Meu papel no filme é ser o mais antiprofundo possível”, acrescentou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below