Rei de Espanha retira título de duquesa da irmã

sexta-feira, 12 de junho de 2015 09:29 BRT
 

MADRI (Reuters) - O rei da Espanha, Felipe 6º, retirou o título de duquesa de sua irmã, informou o palácio real nesta sexta-feira, aumentando assim a pressão sobre Cristina de Borbón para que desista de seus direitos de sucessão enquanto ela aguarda julgamento por acusações de fraude fiscal.

A decisão ousada do rei, de 47 anos e coroado há cerca de um ano após a abdicação do pai, Juan Carlos, é parte de um esforço para revigorar a imagem de uma monarquia manchada por escândalos.

Cristina deve ir a julgamento ainda este ano e será a primeira integrante da realeza espanhola a enfrentar os tribunais. Investigações de corrupção na Espanha expuseram enorme desvio de dinheiro público, o que afetou a confiança dos espanhóis em suas instituições.

O título de duquesa de Palma de Mallorca foi conferido a Cristina por seu pai, quando se casou, em 1997, com o ex-jogador olímpico de handebol Iñaki Urdangarin, que foi acusado de fraude e desvio de fundos públicos na sequência de uma investigação de longa duração sobre a sua entidade beneficente, a Fundação Noos. Ambos negam qualquer irregularidade.

No ano passado, o casal e 15 outras pessoas foram indiciados após uma investigação. Ainda não foi fixada a data do julgamento, mas a expectativa é que ocorra no segundo semestre.

(Reportagem de Sarah White)

 
Cristina de Borbón, irmã do rei Felipe 6º, da Espanha, em foto de arquivo. 08/02/2014 REUTERS/Albert Gea