Festival de ilha britânica homenageia Jimi Hendrix com tentativa de recorde

segunda-feira, 15 de junho de 2015 14:02 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A Grã-Bretanha deu a largada na temporada de festivais de música do verão europeu na Ilha de Wight, no Canal da Mancha, com uma tentativa de quebrar um recorde em homenagem a Jimi Hendrix 45 anos após sua apresentação no mesmo local.

Em paralelo aos shows de grupos como Fleetwood Mac, Blur e Prodigy, milhares de fãs usaram máscaras com o rosto do guitarrista para tentar reunir o maior número de pessoas com a mesma máscara no mesmo lugar.

Hendrix tocou no Festival da Ilha de Wight pouco antes de sua morte, aos 27 anos, em setembro de 1970. Filmagens da apresenção foram exibidas do palco no sábado, rebatizado de “A Igreja Elétrica (Electric Church)” para a ocasião em homenagem à sua música e um trocadilho com “Electric Ladyland”, terceiro e último disco de estúdio de Hendrix.

Uma porta-voz disse que os organizadores ainda estão analisando se um recorde mundial foi estabelecido. A renda das máscaras, vendidas por uma libra esterlina, irão para a instituição de caridade Well Child, e até agora foram arrecadadas cinco mil libras.

A banda de música eletrônica Prodigy foi uma das primeiras atrações a tocar no festival entre os dias 11 e 14 de junho na costa sul da Inglaterra, seguida pelo grupo de britpop Blur e pela banda veterana Fleetwood Mac, que encerrou o evento.

O cantor Pharrell Williams, famoso pelo sucesso “Happy”, também se apresentou. O festival é considerado um dos maiores do calendário musical britânico e antecede o de Glastonbury, que acontece no final deste mês.

 
Mulher pinta grafite de Jimi Hendrix em Málaga, na Espanha. 18/02/2015 REUTERS/Jon Nazca