Pinturas holandesas roubadas são encontradas na Ucrânia após 10 anos

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015 17:53 BRST
 

AMSTERDÃ (Reuters) - Uma coleção de obras-primas da pintura holandesa datadas da Era de Ouro do país, no século 17, foi descoberta em uma casa de campo localizada no leste da Ucrânia, atualmente sob domínio de separatistas, 10 anos depois do roubo, afirmou um museu nesta segunda-feira.

As 24 pinturas, avaliadas em 10 milhões de euros quando desapareceram em 2005, ressurgiram em julho, quando dois homens foram à embaixada holandesa da capital ucraniana, Kiev, querendo revendê-las.

O jornal De Telegraaf relatou que dois investigadores de arte holandesa roubada descobriram que as obras estavam nas mãos de uma "milícia ultranacionalista" no leste ucraniano que pedia 5 milhões de euros por elas.

"Mas nós só queríamos lhes pagar as despesas, já que estas pinturas são propriedade legal do museu, então não cabe a eles ficar com elas ou vendê-las", disse o diretor do Museu Westfries, Ad Geerdink, em Hoorn, no norte de Amsterdã, o proprietário original das obras-primas.

Ele declarou que o museu está tornando a informação pública agora pelo temor de que as telas, entre elas trabalhos dos pintores Jan van Goyen e Hendrik Bogaert, estejam em perigo.

"Há sinais muito fortes de que agora as pinturas estão sendo oferecidas a outras partes ou até tenham sido vendidas", afirmou Geerdink.

Os ladrões responsáveis pelo audacioso roubo se esconderam no museu antes do horário de fechamento em uma noite de inverno e desligaram o sistema de alarme para poderem sumir com as obras de arte.

(Reportagem de Thomas Escritt)