“No Coração do Mar” decepciona em estreia nos Estados Unidos

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 13:04 BRST
 

Por Brent Lang

LOS ANGELES (Variety.com) - O filme "No Coração do Mar", de Ron Howard, teve uma estreia decepcionante nas bilheterias dos Estados Unidos, com arrecadação de 11 milhões de dólares.

É um fracasso doloroso para o diretor de "Uma Mente Brilhante" e "Apollo 13 – do Desastre ao Triunfo", um dos piores de sua carreira premiada com o Oscar. Com uma produção orçada em 100 milhões de dólares, o filme provavelmente vai resultar em fiasco para a Warner Bros, o estúdio por trás do épico marítimo.

“No Coração do Mar” é o mais recente fracasso em uma longa série de erros para o estúdio, que ainda está se recuperando de série de desastres que incluem “O Agente da UNCLE", "O Destino de Júpiter” e “Peter Pan".

O estúdio teve um alívio no fim de semana do Dia de Ação de Graças com a estreia de "Creed – Nascido para Lutar", um grande sucesso de bilheteria, e a sua exposição financeira é suavizada em "No Coração do Mar" porque a Village Roadshow é uma parceira no financiamento dessa produção.

"Nós estamos com Ron e sua visão para a história", disse Jeff Goldstein, vice-presidente executivo de distribuição da Warner Bros. "Acreditamos nele. Ele é um cineasta fantástico. Mas alguns filmes funcionam e, infelizmente, outros, não."

"No Coração do Mar" reúne Howard com Chris Hemsworth. A dupla já havia trabalhado no drama de corrida "Rush – no Limite da Emoção". A história se concentra no Essex, um navio baleeiro que teve um encontro violento com uma baleia cachalote. O desastre náutico inspirou "Moby Dick", de Herman Melville.

Além dos filmes da série "Thor", Hemsworth tem enfrentado dificuldades para se firmar como um sucesso de bilheteria  – tanto "Rush" como “Hacker”, suspense cibernético lançado este ano, fracassaram.

O fim de semana como um todo foi uma espécie de preparação ao grande lançamento do mundo cinematográfico: a estreia de "Star Wars: o Despertar da Força" na próxima semana. O regresso a uma galáxia muito, muito distante está prestes a bater recordes de audiência em dezembro e poderia ameaçar o recorde da estreia de “O Mundo dos Dinossauros”, de 208,8 milhões de dólares, e se tornar o maior lançamento na história.