Governador da Califórnia perdoa Robert Downey Jr. por condenação nos anos 90

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015 18:41 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - O governador do Estado norte-americano da Califórnia, Jerry Brown, indultou nesta quinta-feira o ator Robert Downey Jr. por condenações por posse de drogas e armas na década de 1990, atendendo a um pedido dele por clemência.

Downey foi condenado em 1996 por posse de uma substância controlada e por levar uma arma escondida em um veículo já tendo uma condenação anterior, além de ter dirigido sob influência de substâncias, com condenação anterior, e por estar sob a influência de uma substância controlada, de acordo com os termos do indulto do governador.

Downey Jr. ficou um ano e três meses na prisão e vários anos em liberdade condicional. Seu caso foi encerrado em 2002, depois que cumpriu os termos da sentença.

Os problemas legais do ator lhe deram a reputação de ser um dos “bad boys” de Hollywood, o que ameaçou prejudicar sua carreira depois de ele ter ganho um Oscar por interpretar Charlie Chaplin no filme  "Chaplin", de 1992.

O perdão do governador da Califórnia permite que um condenado recupere certos direitos, como a possibilidade de fazer parte de um júri. Além de suas ramificações legais, o indulto também pode ajudar a melhorar a imagem pública do beneficiado.

(Por Alex Dobuzinskis)