Natalie Cole morreu vítima de doença pulmonar rara e parada cardíaca

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016 17:54 BRST
 

(Reuters) - A cantora Natalie Cole morreu de uma doença rara no pulmão, diagnosticada pela primeira vez há cinco anos, que provocou uma parada cardíaca, disse a família da cantora.

Nas primeiras informações oficiais sobre a causa da morte, ocorrida em 31 de dezembro, a família da vencedora do Grammy e cantora de jazz, pop e soul informou que ela foi diagnosticada com hipertensão arterial pulmonar idiopática depois de passar por um transplante de rim bem-sucedido em 2009.

"Ela respondeu bem... por muitos anos, durante os quais fez muitos shows pelo mundo, mas por fim sucumbiu a uma parada cardíaca intratável, um resultado que infelizmente normalmente ocorre nos casos dessa doença progressiva", afirmou a família nesta sexta-feira em um comunicado.

A morte de Natalie Cole em um hospital de Los Angeles, aos 65 anos, causou comoção e uma série de tributos dedicados à filha da lenda Nat King Cole.

A cantora foi submetida a um transplante de rim devido a uma hepatite C contraída pelo consumo de heroína e crack. Depois do transplante ela voltou a fazer shows pelo mundo.

(Reportagem de Jill Serjeant)

 
Cantora Natalie Cole posa para foto nos bastidores do Grammy Latino, em Las Vegas em foto de arquivo. 21/11/2013   REUTERS/Steve Marcus