Max Irons fala sobre divisão de classe e ‘papo de macho’

quarta-feira, 1 de outubro de 2014 11:41 BRT
 

Por Solarina Ho

TORONTO (Reuters) - Embora Max Irons tenha vindo de uma família ilustre de atores e já tenha tido um gostinho de Hollywood, ele está ciente do vazio e da natureza fugaz da fama e da fortuna.

Essa consciência ajudou o ator britânico a interpretar o personagem durão do filme "The Riot Club", que acaba de estrear nos cinemas britânicos. O filme explora os excessos violentos dos frequentadores de uma universidade de elite e é inspirado em parte no Clube Bullingdon, da Universidade Oxford.

Irons, de 28 anos, relativamente novato no cinema e na televisão, é filho do ator Jeremy Irons, ganhador do Oscar, e da artiz irlandesa Sinead Cusack.

O elenco se deu bem, mas, ao contrário de seu personagem cuca-fresca, Irons confessou ter ficado “aterrorizado” no começo.

“Pensei ‘e se todos quiserem competir e tentarem superar uns aos outros?’”, disse Irons à Reuters. “Nunca fui bom nessa coisa de papo de macho, eu meio que travo e me escondo no banheiro, fico do lado de fora fumando, tudo para fugir daquilo.”

Enquanto estava no Festival Internacional de Cinema de Toronto para a estreia de "The Riot Club”, Irons conversou com a Reuters sobre a luta de classes na Grã-Bretanha e como foi trabalhar no filme.

P: O que o atraiu em "The Riot Club"?   Continuação...

 
Ator Max Irons durante evento em Cannes, na França. 8/04/2013. REUTERS/Eric Gaillard