Fracassa plano para transferir Museu do Espião, em Washington

quarta-feira, 8 de outubro de 2014 15:58 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Os planos para transferir o Museu Internacional do Espião, uma das maiores atrações turísticas de Washington, para uma biblioteca fracassaram, disseram os responsáveis pelo local.

A Events DC, autoridade responsável pelas centros de convenções do distrito de Columbia, onde a capital norte-americana está localizada, e o museu informaram em comunicados que abandonaram o projeto de reformar a Biblioteca Carnegie, conhecida por seu estilo Belas Artes, para transformá-la na nova sede do museu.

A decisão ocorreu depois que o Comitê de Análise de Preservação Histórica da cidade rejeitou os planos de modificação para o edifício, construído em 1903.

Em setembro de 2013, a empresa proprietária do museu, a Malrite, de Cleveland, declarou que iria modernizar a Biblioteca Carnegie para obter mais espaço na parte do centro de Washington onde ela se encontra, que está crescendo rapidamente. O aluguel do imóvel vence em 2017.

O museu afirma ter as maiores coleções de artefatos de espionagem em exibição na atualidade, incluindo uma pistola em forma de batom e uma máquina de código Enigma da Segunda Guerra Mundial, e recebe entre 600 mil e 650 mil visitantes por ano.

Jason Werden, porta-voz do museu, disse estar procurando um novo espaço e estudando planos para tornar o museu uma entidade sem fins lucrativos.

(Por Ian Simpson)

 
Turistas fazem fila para entrar no Museu do Espião, em Washington. 02/10/2014 REUTERS/Gary Cameron