Diretores de “Débi & Lóide 2” defendem longevidade da franquia

quinta-feira, 13 de novembro de 2014 18:43 BRST
 

Por Eric Kelsey

LOS ANGELES (Reuters) - Depois de duas décadas, a comédia escrachada “Débi & Lóide” está de volta como “Débi & Lóide 2”, e a sequência deve muito a um aliado improvável: a televisão a cabo.

A comédia de aventura baseada nas trapalhadas do idiota Lloyd Christmas (Jim Carrey) e de seu melhor amigo e também idiota Harry Dunne (Jeff Daniels) poderia nunca ter se tornado um sucesso duradouro sem a ajuda das reprises contínuas nos canais a cabo TBS e TNT, disseram os irmãos diretores e roteiristas Bobby e Peter Farrelly.

“As pessoas assistiam de novo e de novo e de novo”, afirmou Bobby Farrelly, de 56 anos, ao lado de seu irmão mais velho, na véspera da estreia da continuação nos cinemas norte-americanos na sexta-feira.

“Ele teve uma espécie de vida própria porque estavam sempre passando… uma geração inteira de garotos conhece cada fala de cor”, acrescentou.

Como o primeiro filme, a sequência é uma comédia no estilo ‘pé na estrada’ repleta de asneiras e humor escatológico, mas desta vez eles estão em busca da filha perdida de Harry, sua última esperança de encontrar uma doadora de rim.

“Foram feitos muitos filmes sobre pessoas idiotas, mas acredito que as pessoas voltam a este porque gostam deles”, opinou Peter Farrelly, de 57 anos, a respeito de Harry e Lloyd.

Embora seja improvável que a continuação da Universal Pictures supere os 127 milhões de dólares em ingressos vendidos nos Estados Unidos de seu antecessor, a posição de destaque do primeiro filme na cultura pop é um consolo para os diretores de “Quem Vai Ficar com Mary”.