Vencedor do Tony e do Oscar, diretor Mike Nichols morre aos 83 anos

quinta-feira, 20 de novembro de 2014 11:56 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Mike Nichols, vencedor de nove prêmios Tony, o maior do teatro norte-americano, na Broadway e do Oscar, e diretor de filmes como “Quem Tem Medo de Virginia Woolf”, “A Primeira Noite de Um Homem” e “Ânsia de Amar”, morreu na quarta-feira aos 83 anos de idade, relatou o canal de televisão ABC.

Nichols era casado com Diane Sawyer, ex-âncora do noticiário “World News Tonight”, do mesmo canal.

Nenhum diretor jamais circulou entre a Broadway e Hollywood com tanta facilidade quanto Nichols. Ele também foi uma das poucas pessoas que conquistaram os prêmios Oscar, Tony, Emmy (TV) e Grammy (música) em sua carreira, na qual despontou em uma parceria com a comediante Elaine May no final dos anos 1950.

“Em uma carreira triunfante que cobriu mais de seis décadas, Mike criou alguns dos trabalhos mais memoráveis do cinema, da televisão e do teatro dos Estados Unidos”, afirmou o presidente da rede ABC News, James Goldston, em um memorando à redação do canal. “Ele era um verdadeiro visionário”.

Nichols se chamava Michael Igor Peschkowsky e nasceu em Berlim, onde seus pais passaram a viver depois de deixar a Rússia. Ele foi para os EUA em 1939, aos sete anos de idade, quando sua família fugiu dos nazistas.

O diretor cresceu em Nova York se sentindo um peixe fora da água por seu inglês limitado e sua aparência incomum – uma vacina para tosse convulsa causou a queda permanente de seus pelos. Ele lutou contra a depressão quando era aluno da Universidade de Chicago, mas encontrou afinidades em amigos como Elaine.

(Por Bill Trott)