Glenn Close lidera elenco estelar em remontagem da peça 'A Delicate Balance'

sexta-feira, 21 de novembro de 2014 19:25 BRST
 

Por Patricia Reaney

NOVA YORK (Reuters) - Depois de uma ausência de 20 anos, a atriz Glenn Close, vencedora de três prêmios Tony, o mais importante do teatro norte-americano, voltou à Broadway em uma remontagem de “A Delicate Balance”, peça que rendeu um prêmio Pulitzer ao autor Edward Albee e cuja nova produção despertou reações variadas dos críticos, que a consideraram tanto impactante quanto tediosa.

Close, de 67 anos, vive a matriarca Agnes ao lado de John Lithgow, de 69 anos, também vencedor do Tony e que interpreta seu marido na peça que estreou na Broadway em 1966 e voltou aos palcos na noite de quinta-feira para uma curta temporada no teatro John Golden.

“Albee arranca a pele da elite”, disse o jornal New York Daily News, enquanto a revista Hollywood Reporter a descreveu como “uma produção arrasadora”.

“Quer a plateia esteja tendo contato com 'A Delicate Balance' pela primeira vez ou voltando para uma reavaliação, assistir os seis atores extremamente dotados deste elenco mergulhando em seus papéis é arrepiante”, acrescentou.

Mas o jornal New York Post achou a remontagem “igualmente estonteante e entediante” e disse que nem mesmo o “elenco estelar consegue livrar o revival de Albee da chatice”.

Close havia atuado na Broadway pela última vez no musical “Sunset Boulevard”, conquistando um Tony en 1995 por sua interpretação da atriz madura Norma Desmond. Ela também levou um Tony por “A Morte e A Donzela” em 1992 e “The Real Thing” em 1984.

Ela é a frieza em pessoa na pele da aristocrática Agnes e vive sem os filhos com Lithgow, que recebe a visita de sua irmã alcoólatra, vivida pela atriz escocesa Lindsay Duncan, de 64 anos, também premiada com um Tony.

É uma combinação explosiva que, segundo o Hollywood Reporter, Albee sabe utilizar brilhantemente.

 
Glenn Close durante evento do filme "Guardiões da Galáxia", em 21 de julho de 2014.  REUTERS/Mario Anzuoni