Fantasia de "O Mágico de Oz" e piano de "Casablanca" arrecadam milhões em leilão

terça-feira, 25 de novembro de 2014 17:16 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A fantasia do Leão Covarde usada no filme “O Mágico de Oz”, incluindo uma máscara semelhante ao rosto do ator Bert Lahr, foi leiloada por quase 3,1 milhões de dólares.

Entre os itens memoráveis de Hollywood vendidos no leilão da casa Bonham's na noite de segunda-feira ainda estava o piano visto no clássico “Casablanca”, de 1942, que arrecadou mais de 3,4 milhões de dólares, informou a porta-voz da Bonham's, Vyoma Venkataraman, nesta terça-feira.

A oferta vencedora da fantasia de leão usada por Lahr no filme de 1939 foi de 3,077 milhões de dólares, disse Venkataraman.

“Ela foi feita com pele de leão verdadeira”, afirmou, e o modelo da máscara vendida com a roupa na verdade foi o filho do falecido ator.

A fantasia vendida na segunda-feira foi mais usada do que uma segunda peça utilizada durante a filmagem das aventuras da menina Dorothy Gale, interpretada por Judy Garland, e de seus três amigos, vividos por Lahr, Jack Haley como o Homem de Lata e Ray Bolger como o Espantalho.

O piano de armário do Café Americain de Rick é um dos dois do filme no qual o ator e cantor Dooley Wilson canta “As Time Goes By”, a canção-símbolo dos amantes interpretados por Humphrey Bogart e Ingrid Bergman.

O piano, que Rick, o personagem de Bogart, aproveitou como esconderijo para documentos de viagem ilegais, foi comprado por 3,413 milhões de dólares, declarou Venkataraman.

O outro piano do filme, que é mostrado em cenas do passado transcorridas em Paris, rendeu 602.500 dólares quando foi leiloado em 2012.

Os compradores do leilão da noite de segunda-feira também levaram os documentos de viagem feitos pela produção do filme por 118.750 dólares e as portas externas do café de Rick por 115.000 dólares.

“Elas são inconfundíveis”, disse Venkataraman. “São as portas pelas quais todos os principais personagens passaram”.

(Por Barbara Goldberg)