Lars von Trier quebra silêncio e teme não fazer mais filmes, agora que está sóbrio

sábado, 29 de novembro de 2014 11:58 BRST
 

COPENHAGUE (Reuters) - O diretor dinamarquês Lars von Trier teme que não poderá mais fazer filmes, agora que parou de beber e de usar drogas.

“Nenhuma expressão criativa de valor artístico foi jamais realizada por ex-alcoólatras ou ex-viciados em drogas”, afirmou von Trier ao jornal Politiken. Essa foi a primeira entrevista de Von Trier desde que os organizadores do Festival de Cannes o baniram do evento em 2011, após uma brincadeira do diretor de que era nazista em coletiva de imprensa para promover o filme “Melancolia”.

A entrevista foi anunciada na primeira página do Politiken e consumiu sete páginas. Von Trier, que chocou a audiência com filmes de conteúdo sexual como “Anticristo” e “Ninfomaníaca”, afirmou que no domingo completará 90 dias sóbrio e que vai aos encontros dos Alcoólatras Anônimos todos os dias.

(Reportagem de Ole Mikkelsen)