Springsteen e Chris Martin fazem show com U2 em NY para marcar Dia Mundial contra Aids

terça-feira, 2 de dezembro de 2014 09:12 BRST
 

Por Patricia Reaney

NOVA YORK (Reuters) - Bruce Springsteen e o vocalista do Coldplay, Chris Martin, assumiram o lugar do machucado cantor Bono, do U2, na segunda-feira à noite, e realizaram um show surpresa na Times Square, em Nova York, em celebração do Dia Mundial da Luta Contra a Aids com o grupo de rock irlandês.

Eles se juntaram aos membros do U2 Adam Clayton, The Edge e Larry Mullen Jr. para tocar as músicas do grupo, enquanto uma multidão se reunia no centro de Manhattan com seus agasalhos e tocas e se abrigavam debaixo de guardas-chuvas, enquanto a chuva caía.

O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton, abrindo o concerto, disse que recebeu um email de Bono, que está se recuperando na Irlanda de um acidente de ciclismo em Nova York no mês passado, perguntando se Clinton poderia fazer as honras iniciais. 

"Neste ano, pela primeira vez mais pessoas estavam utilizando medicamentos do que foram diagnosticadas com Aids”, disse Clinton à multidão. 

"Podemos acabar com a Aids, mas todos temos que fazer nossa parte”, acrescentou. 

Martin subiu ao palco no coração de Manhattan e iniciou o show junto ao U2 com a música "Beautiful Day”, enquanto a multidão usava seus smartphones para gravar o momento. Em seguida, ele cantou o clássico "With or Without You”.

Mensagens sobre a pandemia de Aids, que começou há mais de 30 anos, foram transmitidas para multidão entre as pausas do concerto.

Dados das Organização das Nações Unidas (ONU) mostram que, em 2013, 35 milhões de pessoas estava vivendo com o vírus da imunodeficiência humana (HIV, na sigla em inglês) que causa a Aids, e 2,1 milhão de pessoas foram infectadas com o vírus, ao passo que 1,5 milhão de pessoas morreram de Aids.    Continuação...

 
Chris Martin toca com o U2 durante show surpresa na Times Square, em Nova York, no Dia Mundial de Luta Contra Aids. 01/12/2014 REUTERS/Carlo Allegri