Nova versão televisiva de "Peter Pan" atrai críticas e público reduzido

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014 21:13 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Mais de nove milhões de pessoas ligaram a televisão para assistir Allison Williams se alçando às alturas como Peter Pan e um Christopher Walken saltitante na pele do Capitão Gancho em uma produção ao vivo do musical clássico, que atraiu as reações mais variadas de fãs e críticos.

Com três horas de duração, "Peter Pan Live!" foi exibido pela rede NBC na noite de quinta-feira e pegou carona no espetáculo "A Noviça Rebelde", também transmitido ao vivo em 2013, mas só atraiu metade dos 18,5 milhões de telespectadores que viram a atração do ano passado, informou a NBC.

E nem todos ficaram fascinados com a nova versão da adorada história infantil sobre um menino que se recusa a crescer e o pirata maneta. Os espectadores que acharam a produção morna, engessada ou esquisita foram às mídias sociais para desabafar sua decepção.

"Estranho que os 'meninos perdidos' sejam homens feitos", tuitou a atriz Mia Farrow.

"Estou assistindo #Peter Pan, mas parece uma parada do orgulho gay", opinou o comediante Dane Cook também no Twitter.

Walken, de 71 anos e ganhador de um Oscar, atraiu os comentários mais diversos por sua interpretação descontraída do Capitão Gancho, que alguns compararam a um versão idosa de Jack Sparrow, personagem da franquia de filmes "Piratas do Caribe".

"Christopher Walken é capaz de acabar com qualquer um nesse palco quando bem entender. A única coisa que o impede é seu desinteresse", declarou a espectadora Maureen Johnson.

(Por Patricia Reaney)