Obama faz as perguntas em encontro com naturalista britânico Attenborough

segunda-feira, 29 de junho de 2015 10:27 BRT
 

Por Peter Cooney

WASHINGTON (Reuters) - Para variar, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi o único a fazer as perguntas em uma entrevista que foi ao ar no domingo com o naturalista britânico David Attenborough, em que ambos concordaram em que a luta contra as mudanças climáticas exigirá um esforço global.

Dizendo ser um antigo “grande admirador" dos documentários televisivos de Attenborough sobre o meio ambiente, Obama virou o jogo com Attenborough em uma entrevista gravada em 8 de maio, na Casa Branca, que foi ao ar na BBC e outras emissoras internacionais.

A mudança climática é uma das principais prioridades de Obama no tempo que lhe resta no cargo, mas ele enfrenta a resistência dos republicanos no Congresso sobre como lidar com a questão.

Obama observou que o acordo dos EUA com a China no ano passado estabelece novos limites para as emissões de carbono a partir de 2025. Os dois países são os maiores emissores de carbono do mundo.

Ele disse a Attenborough: "Nós não estamos nos movendo tão rápido quanto precisamos, e parte do que sei por assistir aos seus programas, e todo o grande trabalho que você fez, é que esses ecossistemas estão todos interligados.”

"Se apenas um país está fazendo a coisa certa, mas outros países não estão, então nós não vamos resolver o problema. Nós vamos ter que ter uma solução global para isso", disse ele.

Attenborough concordou em que "as soluções são globais".

 
Presidente dos EUA, Barack Obama, durante discurso em Washington.  26/06/2015  REUTERS/Gary Cameron