Concurso de Miss EUA encontra nova emissora após rejeição da NBC a comentários de Donald Trump

quinta-feira, 2 de julho de 2015 15:00 BRT
 

(Reuters) - A rede independente de televisão a cabo norte-americana REELZ irá transmitir o concurso Miss Estados Unidos no dia 12 de julho, anunciou a empresa nesta quinta-feira, assumindo o lugar que a NBC abandonou em reação aos comentários incendiários sobre imigrantes mexicanos feitos pelo co-proprietário e pré-candidato presidencial Donald Trump.

“A decisão da parte da REELZ de adquirir o concurso Miss EUA se baseou em nossa crença de que este evento especial, e as mulheres que competem nele, são uma parte integral da tradição norte-americana”, declarou seu diretor-executivo, Stan Hubbard, em um comunicado.

O destino da transmissão da competição em língua inglesa ficou em suspenso depois que a NBC anunciou, na segunda-feira, que não iria mais passar o programa “devido às declarações depreciativas recentes de Donald Trump em relação aos imigrantes”, informou a empresa em um comunicado à imprensa.

Vários jurados e convidados também descartaram os planos de participar do evento.

Ao anunciar no dia 16 de junho que irá buscar a indicação do partido republicano para concorrer à eleição presidencial de 2016, Trump descreveu os imigrantes do México que vão aos EUA como traficantes de drogas e estupradores.

“Eles estão trazendo drogas, estão trazendo o crime, são estupradores, e alguns admito que são boas pessoas”, disse o empreendedor bilionário na inauguração de sua campanha na Trump Tower, em Manhattan.

 
Donald Trump durante evento em Bedford.  30/6/2015.  REUTERS/Dominick Reuter