Lady Gaga e Tony Bennett se apresentam no festival de jazz de Montreux

terça-feira, 7 de julho de 2015 10:52 BRT
 

Por Stephanie Nebehay

MONTREUX, Suíça (Reuters) - A popstar Lady Gaga e o cantor romântico Tony Bennett levaram na segunda-feira à noite uma mistura de Cole Porter, Duke Ellington, Frank Sinatra e até Edith Piaf ao Festival de Jazz de Montreux, lotado com um público de várias gerações.

O lendário produtor Quincy Jones apresentou o dueto norte-americano, elogiando Gaga como uma cantora "surpreendente”. Ele lembrou também que trabalhou no arranjo musical para o sucesso de Bennet “Girl Talk”, em 1966.

"Isso seria o sonho definitiva de Claude", disse Jones, referindo-se a Claude Nobs, o falecido fundador de um dos mais importantes festivais de música de verão da Europa, agora em sua 49ª edição.

Bennett, a única pessoa no famoso Auditório Stravinski que usava paletó e gravata, e a loira Gaga, pela primeira vez em um vestido prata brilhante longo com um acentuado decote, abriram com "Anything Goes", uma música Cole Porter da década de 1930.

O dueto nova-iorquino cantou em seguida "Cheek to Cheek", de Irving Berlin, a faixa-título de seu álbum de 2014 de sucessos do jazz, pelo qual ganhou um Grammy em fevereiro.

Bennett, a poucas semanas de completar 89 anos, e Gaga, de 29 anos e já a seis vezes vencedora do Grammy, cantaram 30 músicas durante o show em uma performance ininterrupta de 100 minutos, apoiada por nove músicos.

"Estamos vendendo nosso álbum pelo mundo, por favor, comprem. Ela realmente precisa do dinheiro", brincou Bennett.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

 
Tony Bennett e Lady Gaga cantam "Cheek to Cheek" na cerimônia do Grammy, em Los Angeles. 08/02/2015 REUTERS/Lucy Nicholson