China diz que vai proibir reality shows "vulgares"

quarta-feira, 22 de julho de 2015 11:25 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O órgão regulador da mídia chinesa vai banir reality shows televisivos "vulgares e nocivos" e ordenará que promovam valores chineses decentes, em vez de simplesmente buscarem entretenimento barato, informou a agência estatal de notícias Xinhua nesta quarta-feira.

O governo frequentemente tem como alvo entretenimento que considera vulgar ou politicamente inapropriado.

Na ação mais recente para reforçar o controle do setor midiático controlado pelo Estado, reality shows televisivos devem ser um meio de transmitir "energias positivas" e possuir "propósitos educacionais positivos", informou a Xinhua, citando a Administração Estatal de Imprensa, Publicação, Rádio, Filme e Televisão.

"Atualmente, a maior parte dos reality shows televisivos está orientada corretamente, possui conteúdo saudável e é aclamada pela sociedade", disse um porta-voz não identificado do órgão regulador, segundo a agência. Mas alguns programas não alcançam estes altos padrões, acrescentou.

"Reality shows televisivos de alta qualidade terão grande apoio. Aqueles que não tiverem valores ou significado serão alvo de maiores controles, e aqueles que são vulgares ou danosos serão investigados e retificados até serem banidos", disse.

Apesar das restrições, os chineses conseguem facilmente acessar entretenimento mais amplo de Taiwan, Hong Kong, Estados Unidos ou outros países pela Internet.

(Reportagem de Ben Blanchard)

 
Gravação de programa de TV em Xangai. 28/07/2013 REUTERS/Carlos Barria (