23 de Julho de 2015 / às 19:45 / em 2 anos

"Selfies” do século 17 serão exibidas em mostra na Holanda

AMSTERDÃ (Reuters) - O selfie pode ser uma expressão contemporânea, mas um museu holandês pretende mostrar que suas raízes se encontram séculos atrás.

Em uma exibição a partir de outubro, o museu Mauritshuis, em Haia, irá exibir uma coleção de autorretratos de mestres da Idade de Ouro da pintura holandesa do século 17, como Rembrandt, Jan Steen, Carel Fabritius e Gerrit Dou.

O autorretrato foi especialmente popular entre os pintores holandeses do período. Só Rembrandt pintou e desenhou dezenas durante a vida, registrando a transformação de um gênio jovem e impetuoso em um idoso encurvado, decepcionado e falido.

A mostra “Autorretratos Holandeses – Selfies da Idade de Ouro” irá reunir 27 pinturas, a maioria emprestadas, que revelam as maneiras que os artistas escolheram para representar a si mesmos – como burgueses enriquecidos, homens de família, caçadores ou pintores profissionais.

Embora hoje qualquer pessoa com um smartphone possa fazer um selfie, na época o autorretrato era somente para os altamente qualificados, declarou o museu em um comunicado nesta quinta-feira.

“Mas uma coisa não mudou: o fato de que os criadores de um autorretrato precisam escolher como querem se apresentar”, afirma a declaração.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below