Autópsia inicial em corpo de Bobbi Kristina não ajuda a desvendar causa da morte

segunda-feira, 27 de julho de 2015 16:33 BRT
 

ATLANTA, Estados Unidos (Reuters) - Uma autópsia inicial no corpo de Bobbi Kristina Brown, filha da cantora Whitney Houston, não encontrou nesta segunda-feira lesões significativas e nenhuma causa óbvia da morte, ocorrida no domingo depois de ter sofrido danos cerebrais irreversíveis em janeiro.

O instituto médico legal do condado Fulton, na Geórgia, disse que Bobbi Kristina, de 22 anos, não tinha condições médicas previamente desconhecidas que teriam contribuído para o falecimento, acrescentando que emitiu intimações para ajudar a reunir informações e documentos sobre sua morte.

Bobbi Kristina, única filha de Whitney e do cantor de R&B Bobby Brown, morreu numa clínica especial na região de Atlanta, onde estava internada desde que sua família perdeu a esperança de que ela iria se recuperar.

Ela morreu seis meses após um incidente inexplicado que a deixou inconsciente numa banheira em sua casa no subúrbio de Atlanta.

"A autópsia não revela uma causa subjacente óbvia da morte, e não foram notadas lesões significativas. Não foram identificadas condições médicas anteriormente desconhecidas que poderiam ter contribuído para a morte", disse o instituto médico legal.

O médico legista afirmou que serão conduzidos testes adicionais, o que poderá demorar várias semanas.

Autoridades já haviam dito anteriormente que seria um "desafio" determinar o que aconteceu com Bobbi Kristina devido ao tempo entre o incidente na banheira e sua morte. Ela foi encontrada de bruços na banheira pelo seu namorado, Nick Gordon, e um amigo em 31 de janeiro.

(Reportagem de Rich McKay)

 
Bobbi Kristina Brown acena ao lado do namorado, Nick Gordon, em Hollywood. 16/8/2012.   REUTERS/Fred Prouser