Fadiga e velocidade teriam causado acidente de comediante Tracy Morgan

terça-feira, 11 de agosto de 2015 15:40 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - A agência reguladora dos transportes do Estados Unidos mencionou a fadiga, o excesso de velocidade e a omissão no uso do cinto de segurança como fatores do acidente envolvendo o comediante Tracy Morgan com um caminhão da rede varejista Wal-Mart em 2014 no qual o comediante Tracy Morgan, da série "30 Rock", sofreu danos cerebrais e um colega foi morto.

Em uma audiência pública para analisar o acidente de 7 de junho numa rodovia pedagiada de Nova Jersey, autoridades da Comissão Nacional de Segurança nos Transportes (NTSB, na sigla em inglês) declararam que o veículo que levava Morgan havia sido personalizado de forma a deixar poucas opções para as pessoas escaparem em uma emergência.

Socorristas e pedestres precisaram de mais de 40 minutos para retirar Morgan e algumas das seis outras pessoas presas dentro da van limousine capotada, segundo autoridades do NTSB.

"Os passageiros... não tinham saídas disponíveis até que os socorristas removessem parte de um painel de madeira que havia sido instalado entre o compartimento do passageiro e a cabine (do motorista)", declarou o presidente do NTSB, Christopher Hart, na reunião em Washington.

A única outra saída, uma porta de deslizar, "ficou inoperante no choque", disse Hart.

Morgan, de 46 anos, sofreu uma lesão cerebral grave, teve ossos quebrados e entrou em coma.

O astro do programa humorístico "Saturday Night Live" não atua desde o acidente. O comediante James "Jimmy Mack" McNair morreu e nove outras pessoas ficaram feridas na reação em cadeia causada pela colisão, que envolveu 21 pessoas em seis veículos.

 
Comediante Tracy Morgan durante entrevista coletiva em Beverly Hills, Estados Unidos. 07/08/2010 REUTERS/Phil McCarten