Após batalha legal, lápide de Lee Harvey Oswald volta ao Texas

sábado, 15 de agosto de 2015 15:39 BRT
 

DALLAS, EUA (Reuters) - Um homem de Dallas venceu uma longa batalha legal para recuperar uma peça notória da história dos Estados Unidos, a lápide do assassino Lee Harvey Oswald, que voltou ao Texas nesta semana de um museu em uma cidade pequena de Illinois, após anos de confrontos na Justiça.

David Card teve que brigar com parentes e com um museu de Illinois para recuperar a lápide que passou alguns anos no túmulo do homem que assassinou o presidente John F. Kennedy, em 1963, em Dallas.

"Sempre foi nossa e é a lápide original do mais famoso assassino na história da civilização ocidental... talvez de todos os tempos", disse Card, dono de um clube de música de Dalas, que não pode dizer muita coisa por causa dos termos do acordo legal.

Antes de aparecer no museu de Atrações Automotivas Históricas de Roscoe, em Illinois, em 2009, a lápide foi roubada, recuperada, escondida, esquecida e, então, passada de mão em mão pelos parentes da família de Card.

A lápide de 59 kgs traz o nome de Oswald, a data de seu nascimento e de óbito e uma cruz cercada por uma elaborada coroa de flores. Foi substituída por uma lápide simples que agora marca o túmulo de Oswald no Cemitério Rose Hill, em Fort Worth.

A lápide original foi roubada do cemitério quatro anos depois da morte de Kennedy em uma brincadeira de adolescentes de Oklahoma. Foi encontrada pela polícia e devolvida à mãe de Oswald, Marguerite Oswald, que a escondeu em sua casa em Fort Worth.