26 de Agosto de 2015 / às 14:46 / em 2 anos

Âncora da Univision é expulso de entrevista coletiva de Trump

Jornalista Jorge Ramos (esquerda) dialogando com Donald Trump (de costas), durante entrevista coletiva. 26/08/2015Ben Brewer

(Reuters) - Jorge Ramos, um âncora da rede Univision, emissora norte-americana com programação em espanhol, foi retirado na terça-feira da coletiva de imprensa de Donald Trump, em Dubuque, Estado do Iowa, depois que o candidato presidencial republicano disse que o jornalista estava fazendo uma pergunta fora de sua vez.

Ramos, que mais tarde retornou ao evento televisionado, estava tentando questionar Trump quando o magnata do setor imobiliário lhe disse várias vezes para se sentar.

Depois que Ramos disse que tinha o direito de fazer uma pergunta, Trump afirmou: "Não, você não tem. Você não foi chamado. Volte para a Univision."

Como Ramos continuasse a tentar questionar Trump, o candidato chamou outro repórter. Em seguida, um segurança retirou Ramos da sala.

Ao ser perguntado mais tarde na entrevista coletiva sobre o incidente, Trump disse: "Eu não sei realmente muito sobre ele. Não acho que alguma vez eu o tenha encontrado, mas ele começou a gritar e eu não o escoltei para fora. Você tem de perguntar para a segurança. "

Dizendo que não se importaria se Ramos voltasse, Trump afirmou: "Certamente ele não foi escolhido. Ele simplesmente se levantou e começou a gritar, então, talvez ele também esteja errado".

Trump acrescentou, falando de Ramos: "Ele é, obviamente, uma pessoa muito emotiva."

Depois de voltar para a coletiva de imprensa, Ramos, que tem criticado a posição de Trump sobre a imigração ilegal, teve a chance de pressionar Trump na questão da imigração.

Trump, que lidera as pesquisas do lado republicano para a eleição presidencial de 2016, tornou a questão da imigração um elemento central de sua campanha, dizendo que iria deportar todos os imigrantes em situação irregular e anular medidas tomadas pelo presidente Barack Obama sobre a imigração.

Em um comunicado depois do incidente, o presidente da Univision News, Isaac Lee, disse que Ramos havia previamente solicitado uma entrevista com Trump.

"Nós adoraríamos que o sr. Trump se sentasse para uma entrevista em profundidade com Jorge para falar sobre pontos específicos de suas propostas", disse Lee.

Nesta manhã, Trump defendeu seu comportamento na véspera. "Ele estava fora de si na noite passada", disse o pré-candidato sobre Ramos, falando ao programa "Today", da rede NBC.

Ramos, que criticou a postura de Trump sobre imigração, disse que estava aguardando sua vez para fazer uma pergunta sobre a questão quando Trump ordenou que o retirassem.

"Ele não gostou da minha pergunta... então fez com que um segurança viesse até onde eu estava e me tirasse da entrevista coletiva", disse Ramos ao programa "Good Morning America", da ABC.

O atrito é o caso mais recente envolvendo um âncora de TV e Trump, que também enfrentou críticas por sua guerra de palavras com a âncora Megyn Kelly, da Fox News, na esteira do recente debate presidencial republicano da rede.

Reportagem de Peter Cooney em Washington

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below