Botticelli criou ideal de beleza ocidental do século 20, defende exposição

quinta-feira, 27 de agosto de 2015 16:07 BRT
 

Por Michael Roddy

LONDRES (Reuters) - Uma exposição que coloca o pintor italiano Sandro Botticelli, do século 15, e suas Vênus loiras como inspiração do ideal moderno de beleza feminina no Ocidente será inaugurada este mês em Berlim e irá para Londres em março do ano que vem, disseram curadores nesta quinta-feira.

A mostra vai contar com cerca de 150 pinturas, incluindo dois retratos da Vênus feitos por Botticelli em tamanho maior do que o natural.

Ela ainda terá vídeos curtos que os curadores afirmaram serem baseados em sua obra, entre eles a famosa cena no filme “007 Contra o Satânico Doutor No” na qual a atriz Ursula Andress emerge do oceano usando um biquíni branco e segurando uma concha marítima.

“Botticelli, de certa forma, estabeleceu o ideal de beleza do século 20”, opinou Ana Debenedetti, curadora de pinturas no Museu Victoria & Albert, que está realizando a mostra juntamente com a Gemaldegalerie de Berlim. A exposição irá abrir na cidade alemã em 24 de setembro.

A exibição conjunta terá alguns dos quadros mais famosos de Botticelli, como os dois retratos da Vênus, um de Berlim e o outro de Turim, e o “Retrato de uma dama conhecida como Smeralda Bandinelli”, que foi restaurado e pertence ao museu britânico.

 
Visitantes observam "O Nascimento de Venus", obra de 1486 de Sandro Botticelli, em museu de Florença.  14/10/2014.   REUTERS/Regis Duvignau