Sarah Palin diz que imigrantes devem falar "americano" nos EUA

domingo, 6 de setembro de 2015 17:31 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Imigrantes nos Estados Unidos devem "falar americano", afirmou a ex-candidata republicana à vice-presidência do país Sarah Palin neste domingo, após controvérsia desencadeada pela crítica de Donald Trump ao uso do espanhol por Jeb Bush.

"É um benefício Jeb Bush conseguir ser tão fluente em espanhol porque temos uma grande e maravilhosa população hispânica, que está ajudando a construir a América", disse Palin no programa da CNN "State of the Union".

"Por outro lado, você sabe, eu acho que nós podemos enviar uma mensagem e dizer: 'Você quer estar na América? A, é melhor você estar aqui legalmente, ou você está fora daqui. B, quando estiver aqui, vamos falar americano'. Quero dizer, isso é só vamos falar inglês", acrescentou Palin, companheira de chapa do candidato republicano à presidência John McCain em 2008.

Palin, que é popular entre alguns norte-americanos conservadores, disse que "um aspecto unificador de uma nação é a linguagem que é compreendida por todos". A maioria dos imigrantes ilegais nos Estados Unidos chega do México e de outros países latino-americanos de língua espanhola.

Na quinta-feira, Bush rejeitou a ideia defendida por Trump que as pessoas devem só falar inglês nos Estados Unidos. Bush, que é fluente em espanhol e frequentemente adota a língua em seus eventos, prometeu continuar falando espanhol sempre que tiver vontade.

Trump, cuja posição linha-dura sobre a imigração ilegal é uma característica da sua candidatura para a nomeação do partido republicado para as eleições de novembro de 2016, disse: "Nós somos uma nação que fala inglês".

(Por Will Dunham)