Diretor polonês diz em Veneza que perda pessoal inspirou "11 Minut"

quarta-feira, 9 de setembro de 2015 15:53 BRT
 

VENEZA, Itália (Reuters) - O suspense "11 Minut", de Jerzy Skolimowski, exibido no Festival Internacional de Cinema de Veneza nesta quarta-feira, talvez seja o filme mais pessoal de sua carreira, disse o veterano diretor.

Skolimowski, de 77 anos, que escreveu os diálogos de "Faca na Água", filme de Roman Polanski de 1962, afirmou que sua produção mais recente foi inspirada por uma tragédia pessoal, aí incluída a morte de seu filho na Índia.

"Perdi membros da minha família e fiquei realmente mal, física e mentalmente", contou ele à Reuters em entrevista no festival. Seu filme é um dos 21 que competem pelo Leão de Ouro, o principal prêmio, que será concedido no sábado.

"Para superar isso, decidi que iria me forçar a trabalhar, e realmente me forcei a sentar diante da máquina de escrever e disse 'não vou me levantar até ter quatro páginas por dia'", afirmou.

A ação do filme acontece durante os 11 minutos do título, quando várias vidas se chocam em uma praça de Varsóvia. Entre elas está uma jovem estrela dando uma entrevista para um jovem cineasta sozinho no quarto de seu hotel luxuoso enquanto o marido enciumado anda pelo corredor do lado de fora.

Entre os outros personagens estão um traficante, um professor pedófilo em liberdade condicional trabalhando como vendedor de cachorro quente, uma jovem que rompeu com o amante e um pintor de aquarelas --possivelmente baseado no próprio Skolimowski, um pintor talentoso-- que é passageiro de um ônibus a caminho da praça.

"É uma história humana, poderia acontecer em qualquer lugar do mundo."

(Reportagem de Hanna Rantala)

 
Cineasta Jerzy Skolimowski (à direita) no Festival de Cinema de Veneza, norte da Itália, nesta quarta-feira. 09/09/2015 REUTERS/Stefano Rellandini