Jon Hamm finalmente levará um Emmy por "Mad Men"?

segunda-feira, 14 de setembro de 2015 11:54 BRT
 

Por Jill Serjeant

NOVA YORK (Reuters) - O sorriso de Don Draper encerrou o capítulo final da série "Mad Men" e, no domingo, o ator Jon Hamm provavelmente receberá algum reconhecimento a sua própria pessoa.

Hamm, ator que de forma improvável se tornou um símbolo sexual, nunca ganhou um prêmio Emmy por sua performance na série que retrata um polêmico e misterioso gênio da publicidade.

O prêmio Emmy de domingo será a última chance para o ator levar para casa a honraria por "Mad Men" e, desta vez, Hamm é o grande favorito, de acordo com críticos de TV.

"Seria um crime se Jon Hamm não ganhasse neste momento", disse a crítica do Los Angeles Times Mary McNamara, ganhadora do prêmio Pulitzer. "Separar o sucesso de 'Mad Men' da performance de Hamm é um absurdo".

Hamm, de 44 anos, teve que fazer sete testes para conseguir o papel de Don Draper no programa, que se passa na década de 1960 e ganhou o prêmio Emmy de melhor drama quatro vezes. O ator foi nomeado ao Emmy, e perdeu, sete vezes desde 2008.

Por anos ele enfrentou a dura competição do astro de "Breaking Bad" Bryan Cranston, mas desta vez o intérprete do traficante de drogas Walter White não foi indicado, uma vez que sua série chegou ao fim em 2013.

Uma vitória no domingo não viria em hora melhor para Hamm, que passou um tempo na reabilitação neste ano para lidar com problemas com álcool e se separou de sua namorada Jennifer Westfeldt, com quem estava há 18 anos.

 
Jon Hamm durante evento da série "Mad Men" em Los Angeles.   26/03/2015  REUTERS/Danny Moloshok