Dragões e mortes podem dar prêmio principal do Emmy a "Game of Thrones"

quarta-feira, 16 de setembro de 2015 12:43 BRT
 

Por Piya Sinha-Roy

LOS ANGELES (Reuters) - “Game of Thrones”, a série de fantasia medieval bastante popular do canal a cabo HBO, pode ter decapitações sangrentas, cenas tórridas de sexo, dragões que cospem fogo e uma batalha cada vez maior pelo Trono de Ferro, mas jamais conquistou o tesouro mais importante: o prêmio Emmy de melhor série dramática.

Apesar de ter uma audiência impressionante de 20 milhões de telespectadores por episódio, 16 milhões de fãs no Facebook e 3 milhões de seguidores no Twitter, a série baseada nos romances “As Crônicas de Gelo e Fogo”, de George R. R. Martin, ainda não conquistou os eleitores da maior premiação da TV norte-americana.

“Game of Thrones” estreou em 2011 e foi indicada quatro vezes na categoria de melhor série dramática. Mas os eleitores da Academia de Artes e Ciências da Televisão, que decidem os prêmios do Emmy, normalmente esnobam séries de fantasia e privilegiam o realismo dramático.

Tudo isso pode mudar no Emmy do próximo domingo. “Thrones” lidera com 24 indicações, e os 18 mil membros da Academia podem votar na categoria mais cobiçada, ante 1 mil anteriormente, como explicou Tom O'Neil, fundador do site especializado em previsões de premiações Gold Derby.

Os maiores adversários de “Thrones” são “Mad Men”, a série de época do canal AMC que terminou este ano com um final muito elogiado, e o suspense político “House of Cards”, da Netflix, segundo Lynette Rice, que escreve para a revista Entertainment Weekly.

 
Mulher posa para foto com ator em réplica do Trono de Ferro, em exibição sobre "Game of Thrones" em Madri. 29/04/2015 REUTERS/Susana Vera