Carmen Balcells, agente literária de García Márquez e Vargas Llosa, morre aos 85 anos

segunda-feira, 21 de setembro de 2015 15:24 BRT
 

MADRI (Reuters) - A renomada agente literária Carmen Balcells, que representou grandes escritores espanhóis e hispano-americanos, entre eles seis prêmios Nobel, faleceu nesta segunda-feira em Barcelona aos 85 anos de idade, informou o Ministério da Cultura da Espanha.

Balcells fundou sua agência literária em 1956, em um momento de erupção de grandes talentos literários em espanhol dos dois lados do Atlântico, cuidando dos direitos do colombiano Gabriel García Márquez, do chileno Pablo Neruda e do peruano Mario Vargas Llosa, entre outros.

“Desapareceu uma figura essencial para a literatura contemporânea em espanhol”, disse o ministro da Cultura espanhol, Iñigo Méndez de Vigo, em uma nota à imprensa.

Balcells, a quem o governo espanhol concedeu a Medalha de Ouro ao Mérito das Belas Artes em 2000, trabalhou com mais de 200 autores espanhóis e latino-americanos nos últimos 50 anos, estabelecendo com eles uma relação próxima e fazendo com que muitos deles recebessem honrarias literárias na Espanha e na América Latina.

“Carmen Balcells revolucionou a vida cultural espanhola ao mudar drasticamente as relações entre os editores e os autores de nossa língua”, declarou Vargas Llosa em um artigo no jornal El País.

“Graças a ela, nós escritores de língua espanhola começamos a firmar contratos dignos e a ver nossos direitos respeitados”, afirmou o prêmio Nobel de literatura de 2010.

   (Por Inmaculada Sanz)