Boletins de detenções escolares de John Lennon vai a leilão

quarta-feira, 23 de setembro de 2015 12:32 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Registros dos tempos de escola de John Lennon dão a entender que pode haver mais do que um toque autobiográfico em “Getting Better”, a canção dos Beatles que contém a frase “Eu ficava bravo na escola, meus professores não eram legais”.

A casa de leilões Sotheby's comunicou nesta quarta-feira que vai colocar à venda uma folha pautada, arrancada de um caderno escolar da década de 1950, que lista as detenções de Lennon, então com 15 anos, por transgressões como “impertinência” e “não usar o boné da escola”.

A Sotheby's disse que a folha, que mostra 29 detenções de Lennon entre setembro de 1955 e julho de 1956 na escola Quarry Bank High School, em Liverpool, foi salva de uma fogueira de antigos registros escolares por um funcionário de olhar aguçado nos anos 1970.

“As anotações frequentes de seis professores diferentes nesta folha revelam que a natureza rebelde e a irreverência de John Lennon eram traços bem estabelecidos de seu caráter já aos 15 anos de idade”, afirmou a Sotheby's em um boletim à imprensa.

No dia 12 de setembro de 1955, Lennon recebeu cinco reprimendas de dois professores por uma variedade de infrações, como “não fez lição de casa”, “ficou falando depois de dois alertas” e “continuou falando”.

Também há anotações sobre “comportamento tolo”, “grunhiu para mim”, “comentários tolos”, “muito atrasado” e “um estorvo na sala”, mencionado quatro vezes.

O documento será exibido publicamente na Sotheby's de Londres entre 24 e 28 de setembro e será posto à venda no dia 29 por um valor estimado entre 2 e 3 mil libras esterlinas.

(Por Estelle Shirbon)

 
Foto de John Lennon em Saitama, Japão. 8/12/2005 REUTERS/Toshiyuki Aizawa