ESTREIA-Comédia “Um Senhor Estagiário” opõe Anne Hathaway e De Niro em conflito geracional

quarta-feira, 23 de setembro de 2015 15:35 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Acostumada a comédias água com açúcar com forte apelo intergeracional, como “Alguém Tem Que Ceder” (2003), “O Amor Não Tira Férias” (2006) e “Simplesmente Complicado” (2009), a diretora e roteirista Nancy Meyers mantém os elementos que a fizeram famosa na nova produção “Um Senhor Estagiário”, em uma lógica que se aproxima do dito popular “não se mexe em time que está ganhando”.

Colocando um tanto de lado o romance, Meyers dá início à narrativa com uma vídeo-apresentação de Ben Whittaker (Robert De Niro). Viúvo e aposentado, aos 70 anos dispensa a ideia de inatividade e encontros sociais com outros setentões. Por isso, inscreve-se em um programa comunitário para trabalhar como estagiário de uma empresa de internet, comandada por Jules (Anne Hathaway).

O percurso, aqui, é um tanto paternalista, ao mostrar a capacidade de Ben em ajudá-la na difícil tarefa de liderar o negócio de e-commerce, que passou em poucos meses de um blog a um gigantesco empreendimento. Apesar de sua experiência analógica (Ben foi responsável pela produção de listas telefônicas por quase três décadas), ele começa a colocar a vida de Jules nos eixos.

Porém, o que Meyers enfatiza em seu roteiro não são as rusgas trazidas pela convivência entre gerações, mas a gênese da mulher empreendedora, moderna e independente, que foge da escolha entre família e trabalho. A experiência de vida de Ben, assim, não é o que sustenta Jules, mas é o que introduz um ponto de reflexão para a personagem.

Enriquecendo esse raciocínio humanista, a diretora se cerca de humor no texto e na colaborações dos inúmeros coadjuvantes, funcionando como alívios cômicos para a trama. Em especial o do nonsense Jason (Adam DeVine), que coordena o grupo de “novos” estagiários, o diletante Davis (Zack Pearlman) e a insegura assistente Becky (Christina Scherer).

Mas é a dupla de protagonistas, De Niro e Hathaway, que dá força ao trabalho, não apenas pelo peso de suas atuações, mas por seu poder de atração de espectadores. Entre o humor e o drama que a história lhes confere, ambos parecem sempre maiores do que seus papéis, cujo desenvolvimento foi pouco trabalhado por Meyers. Uma falha que pode passar despercebida graças ao excelente elenco que reuniu.

(Por Rodrigo Zavala, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

 
Cast members Robert De Niro (R) and Anne Hathaway arrive for the premiere of "The Intern" in New York September 21, 2015.  REUTERS/Lucas Jackson