Neto de Miró realiza abertura surreal em exibição de Zurique

terça-feira, 6 de outubro de 2015 11:32 BRT
 

Por Brenna Hughes Neghaiwi

ZURIQUE (Reuters) - O neto de Joan Miró se mostrou fiel aos ditames dos pintores surrealistas espanhóis na abertura de uma exibição dos trabalhos do artista em Zurique, chegando ao local em uma moto Harley-Davidson coberto de tinta e dando tiros de festim com uma pistola.

A Galerie Gmurzynska exibe pinturas, esculturas de bronze e peças de materiais variados de Miró, “o 'enfant terrible' mais ousado e empolgante do século 20”, de acordo com o executivo-chefe da instituição, Mathias Rastorfer.

Mas foram as peripécias de seu neto e historiador da arte, Joan Punyet Miró, que ganharam destaque no início das comemorações de sábado à noite.

Ele vestia roupas rosa-choque ao entrar no restaurante Razzia, outrora um cinema mudo, acelerando sua moto.

Joan disparou balas de festim, dançou ao som do sucesso coreano “Gangnam Style” e cobriu uma tela enorme com tinta fluorescente derramada sobre seu corpo nu, completando o trabalho com um pincel.

 
Joan Punyet Miró, neto do artista Joan Miró, durante evento no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.  22/05/2015    REUTERS/Nacho Doce