Novo 007 também arrecada com patrocínio de marcas famosas

terça-feira, 27 de outubro de 2015 11:51 BRST
 

Por Jane Witherspoon e Michael Roddy

LONDRES (Reuters) - James Bond está de volta, e empresas como os relógios Omega, os barbeadores Gillette e a vodca Belvedere pagaram somas desconhecidas para vincular seus produtos a “007 Contra Spectre”, em acordos que um especialista em marketing disse serem a versão cinematográfica das Olimpíadas.

Os acordos permitem às empresas exibir propagandas com Bond, como Gillette e Heineken já estão fazendo, ou realizar festas regadas a bebidas –no caso, martínis Belvedere, como a companhia planeja fazer na noite desta terça-feira para comemorar a estreia britânica do filme.

“Não podemos revelar o custo exato da franquia, mas realmente fizemos um investimento significativo”, confessou David Lette, diretor de marcas premium da Heineken britânica, à Reuters, acrescentando que tanto Bond quanto a Heineken têm “apelo global”.

Para a Gillette, o patrocínio a Bond é uma novidade na mais nova aventura do agente, mas Kara Buckley, diretora associada de comunicações para produtos de cuidados pessoais da Procter & Gamble, proprietária da Gillette, afirmou ser uma maneira de ir além de sua costumeira divulgação em eventos esportivos.

“Descobrimos que o cinema é outra grande maneira de nos conectarmos com os homens, especialmente os mais jovens”, disse ela à Reuters em uma festa de promoção da marca e de “Spectre” em Londres.

Jacques de Cock, consultor de marketing e conferencista da London School of Marketing, afirmou que a franquia Bond, que já tem meio século, é o equivalente cinematográfico das Olimpíadas, ainda que o investimento nos Jogos seja de bilhões de dólares, enquanto a quantia dedicada a 007 esteja na casa das dezenas de milhões.

“O marketing e o comarketing das Olimpíadas são parecidos em termos de posicionamento da marca – em termos de renda, não”, disse De Cock à Reuters. Ele estima que os filmes da série Bond tenham rendido cerca de 16,90 bilhões de dólares – em valores atualizados – nas bilheterias, e outros 4 a 5 bilhões de dólares de marketing desde “007 Contra o Satânico Doutor No”, de 1962.

Embora as cifras não sejam divulgadas, ele disse que o marketing e as ações promocionais associadas a um filme atual de James Bond podem chegar de 230 a 300 milhões de dólares, aproximadamente o custo de produzi-lo.

 
Daniel Craig posa para selfie na pré-estreia do novo filme de James Bond, "007 Contra Spectre", em Londres. 26/10/2015 REUTERS/Luke MacGregor