Angelina Jolie aborda tristeza pela morte da mãe em "À Beira Mar"

sexta-feira, 6 de novembro de 2015 11:36 BRST
 

Por Piya Sinha-Roy e Rollo Ross

LOS ANGELES (Reuters) - Angelina Jolie Pitt falou na quinta-feira sobre como abordou a tristeza pela morte da mãe em seu filme "À Beira Mar", a primeira vez em dez anos em que ela e o marido, Brad Pitt, aparecem juntos nas telas.

"Este filme tem como núcleo a tristeza, e a tristeza era pela perda de minha mãe, mas, no final, acho que este filme também é sobre aprender a superar", disse ela ao público na estreia do filme no Festival de Cinema AFI, em Los Angeles.

"À Beira Mar", que estreará nos cinemas dos Estados Unidos em 13 de novembro, é o terceiro filme dirigido pela atriz vencedora do Oscar, seguindo-se a "Na Terra de Amor e Ódio" e "Invencível". É a primeira vez que ela atua em um roteiro próprio, escrito após a morte da mãe, a atriz Marcheline Bertrand, em 2007.

"Eu estava sentindo a falta dela e queria saber sobre ela ... Pensei que sua vida de artista foi muito insatisfatória para ela. Foi muito triste para mim", disse Angelina Jolie à Reuters, no tapete vermelho.

"À Beira Mar" segue o escritor Roland e a x-dançarina Vanessa, que estão tentando revigorar seu casamento.

O desempenho de Angelina Jolie e Brad Pitt em “À Beira Mar” é muito diferente do que tiveram na última vez em que atuaram juntos, em "Sr.  & Sra. Smith", o filme de ação que na vida real os levou a viver como um casal.

 
Diretora e atriz Angelina Jolie e o marido e também ator Brad Pitt na pré-estreia de "À Beira Mar", em Hollywood. 05/11/2015 REUTERS/Mario Anzuoni