CBS adia exibição de episódios violentos em respeito a atentados de Paris

segunda-feira, 16 de novembro de 2015 14:17 BRST
 

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) - A rede de televisão norte-americana CBS  reagendou a exibição de episódios de “Supergirl” e “NCIS Los Angeles” em respeito à sensibilidade dos telespectadores após os atentados em Paris na sexta-feira passada, comunicou a emissora no domingo, um de vários gestos semelhantes da indústria de entretenimento.

O episódio de “Supergirl”, nova série sobre uma jovem super-heroína, tratava de ataques a bomba na fictícia National City e estava agendado para esta segunda-feira, informou a rede em um comunicado. Em seu lugar, a CBS irá exibir um episódio sobre o feriado norte-americano de Ação de Graças.

O episódio do seriado policial “NCIS Los Angeles” programado para a segunda-feira seria sobre mulheres recrutadas por organizações extremistas, e será substituído por outro sem relação com guerras ou extremismo religioso.

A CBS não está sozinha em sua iniciativa de homenagear as vítimas de Paris.

No domingo, a Lionsgate Films, uma divisão da Lions Gate Entertainment Corp, comunicou o cancelamento das entrevistas na chegada dos convidados para a pré-estreia de “Jogos Vorazes: A Esperança - O Final” em Los Angeles. O estúdio declarou que o fez “por respeito aos acontecimentos recentíssimos em Paris”.

O programa humorístico “Saturday Night Live”, da NBC, começou com uma homenagem contida aos eventos parisienses, e Cecily Strong, membro do elenco, fez uma declaração de “amor e apoio” à França.

Nos piores ataques em território francês desde a Segunda Guerra Mundial, supostos militantes islâmicos mataram pelo menos 129 pessoas e feriram 352 em atentados coordenados na capital francesa, que tiveram como alvo uma casa de shows lotada, bares e um estádio de futebol com bombas e armas de fogo.

Empresas de entretenimento às vezes adiam, remarcam ou cancelam filmes e episódios de séries na esteira de acontecimentos trágicos.

Os atentados de 11 de setembro de 2001 contra o World Trade Center, em Nova York, e o Pentágono, nos arredores de Washington, por exemplo, levaram ao cancelamento ou à remarcação de muitos filmes e seriados tratando de violência extrema ou ataques de grande escala.

Um show da banda U2 marcado para a noite de sábado em Paris foi cancelado devido ao estado de emergência em toda a França, e no mesmo dia o Foo Fighters desistiu do restante de sua turnê europeia.