Charlie Sheen afirma que é HIV positivo e diz que foi alvo de chantagem

terça-feira, 17 de novembro de 2015 13:54 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - O ator Charlie Sheen, ex-astro da série "Two and A Half Men", afirmou nesta terça-feira que foi diagnosticado como HIV positivo há cerca de quatro anos e que foi alvo de chantagem de mais de 10 milhões de dólares para que a informação fosse mantida em segredo.

Sheen, de 50 anos, disse em entrevista ao programa "Today", da rede NBC, que uma das razões para a declaração sobre sua saúde foi o fato de ser alvo de extorsões.

"Estou aqui para admitir que sou HIV positivo", disse Sheen, acrescentando que não tinha "certeza absoluta" de como adquiriu o vírus.

Sheen não elaborou sobre quantas pessoas pagava para não divulgarem o fato, mas disse que os pagamentos chegaram a milhões de dólares para pessoas que considerava do seu círculo íntimo.

O ator, três vezes divorciado, atuou como o mulherengo Charlie Harper na famosa série de comédia norte-americana por oito anos, até ser demitido em 2011 por condutas inadequadas, como festas com estrelas pornô e uma condenação por agredir a ex-mulher.

Na época, o ator tinha o maior salário da televisão norte-americana, estimado em cerca de 1,8 milhão de dólares por episódio.

Perguntado se transmitiu o vírus para alguém desde o diagnóstico, Sheen disse que é "impossível".

Ele afirmou que "sempre lidou com preservativos e honestidade" sobre o vírus.

(Reportagem de Jill Serjeant)

 
Ator Charlie Sheen posa para fotos em Hollywood. 11/04/2013 REUTERS/Fred Prouser