Banda que tocava em Paris durante atentado volta aos EUA e suspende shows

quarta-feira, 18 de novembro de 2015 17:13 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - A banda de rock Eagles of Death Metal, cuja apresentação em Paris foi transformada em um massacre quando homens armados abriram fogo na plateia, voltou ao seu Estado natal da Califórnia, nos Estados Unidos, e suspendeu seus próximos shows, segundo informou em um comunicado nesta quarta-feira.

Todos os músicos do grupo sobreviveram ilesos ao ataque de sexta-feira passada, mas Nick Alexander, britânico de 36 anos que era representante de vendas da banda, e três executivos do selo de sua gravadora, a Universal Music Group, estavam entre as dezenas de mortos.

     A declaração, publicada em redes sociais ligadas ao Eagles of Death Metal, foi a primeira manifestação oficial sobre o paradeiro da banda desde o atentado na casa de shows Bataclan, em Paris.

A casa foi um dos vários locais da cidade alvejados por atiradores e homens-bomba no que as autoridades francesas disseram terem sido ações coordenadas que deixaram 129 vítimas fatais. A maioria das vítimas morreu no Bataclan.

    Não ficou claro quando os músicos voltaram aos EUA. Os representantes da Universal Music e da banda não estavam disponíveis de imediato para comentar.

(Por Steve Gorman)

 
Flores colocadas em semáforo perto da casa de shows Bataclan em Paris. 17/11/2015.    REUTERS/Christian Hartmann