Incêndio atinge hotel Ritz, em Paris, semanas antes de reinauguração após reforma

terça-feira, 19 de janeiro de 2016 10:23 BRST
 

PARIS (Reuters) - Chamas se espalharam pelo último andar do luxuoso hotel Ritz, em Paris, nesta terça-feira, enquanto 60 bombeiros combatiam o incêndio que ameaçava um trabalho de restauro de três anos e meio a apenas poucas semanas da planejada reinauguração.

Cerca de 150 funcionários foram retirados durante a madrugada do local na refinada Place Vendôme, no centro de Paris, onde cerca de 15 caminhões de bombeiros estavam estacionados, disse o porta-voz dos bombeiros de Paris, capitão Yvon Bot, à TV francesa.

A causa do incêndio, que atingiu o sétimo andar do edifício e se espalhou pelo sótão e o telhado, ainda era desconhecida, disse o oficial.

O fogo havia sido controlado no início da manhã, disse ele à Reuters. “Não há mais nenhum risco de que se espalhe, mas a operação ainda vai levar um longo tempo”, disse. Os bombeiros tiveram grande dificuldade para acessar a parte afetada do edifício, acrescentou.

O Ritz não comentou o incidente enquanto estava em curso. O site do hotel ainda indicava, nesta terça, estar aceitando reservas para março de 2016.

Antigo local de moradia da estilista Coco Chanel e do autor Marcel Proust, assim como local preferido pelo escritor norte-americano Ernest Hemingway para tomar um drinque, o hotel havia sido reformado pela última vez em 1979, após sua compra pelo magnata Mohamed Al-Fayed.

(Reportagem de James Regan, Myriam Rivet e John Irish)

 
Bombeiros trabalham em combate a incêndio no hotel Ritz de Paris. 19/01/2016 REUTERS/Jacky Naegelen