Ator Adam Baldwin deixa Twitter alegando censura

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016 18:01 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O ator de Hollywood e controversa figura pública no Twitter Adam Baldwin disse que está abandonando a plataforma de redes sociais para protestar contra alegações de censura, e alguns usuários comemoraram sua saída nesta terça-feira.

O ator, que não tem relação com os irmãos Baldwin e é mais conhecido por seu papel no filme "Nascido para Matar", disse em reportagem do site Independent Journal Review na segunda-feira: "Estou farto. O Twitter está morto para mim... Vou encontrar pastos mais verdes em outros lugares e não voltarei".

Na terça-feira, sua página no Twitter continha apenas um tuíte do dia anterior: "olá @Twitter: demita @jack e desmanche o Conselho de 'Confiança e Segurança'. Aqui está o motivo", disse Baldwin, referindo-se ao presidente-executivo Jack Dorsey.

Então ele conectou um artigo publicado na revista online The Federalist sobre a suspensão da conta do Twitter de Robert Stacy McCain, um blogueiro conservador e crítico do feminismo.

Um porta-voz do Twitter não quis comentar, dizendo que a empresa não discute perfis individuais por motivos de privacidade. Uma porta-voz de Baldwin também não quis comentar.

(Por Melissa Fares)