DiCaprio tem vitória certa no Oscar, mas Chris Rock pode chocar

domingo, 28 de fevereiro de 2016 12:09 BRT
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - Suspense e surpresas marcam a cerimônia dos Prêmios da Academia neste domingo após uma temporada de premiação dominada por controvérsia sobre representatividade racial e sem um favorito claro para o troféu de melhor filme.

Trata-se da maior celebração da indústria cinematográfica, mas todos os olhos se voltarão neste ano ao apresentador Chris Rock, o comediante negro sem rodeios que deve mirar a crise de diversidade em Hollywood. É o segundo ano em que todos os indicados aos prêmios de melhor ator e melhor atriz são brancos.

"Acredito que Chris Rock vai tratar disso diretamente, que é exatamente do que precisam a cerimônia e a Academia", disse o editor de prêmios da Variety, Tim Gray.

O diretor Spike Lee e o ator Will Smith esquivaram-se da cerimônia de premiação, mas um boicote mais amplo não conseguiu ganhar fôlego entre estrelas de Hollywood.

Ainda assim, a subrepresentação de pessoas de cor nas indústrias do cinema e da televisão contiveram o tom congratulatório da temporada de prêmios e alimentou pedidos por mais mulheres e minorias na indústria e na Academia.

Chegando à cerimônia de domingo, não há consenso sobre qual dos oito indicados a melhor filme emergirá vitorioso.

"As folhas de chá estão apontando em direções diferentes. Pode ser 'O Retorno', 'Spotlight: Segredos Revelados', 'A Grande Aposta' ou mesmo 'Mad Max: Estrada da Fúria'", disse o fundador do site de premiações Goldderby.com, Tom O'Neill.

Entre as apostas certas, o popular Leonardo DiCaprio deve ganhar seu primeiro Oscar por seu papel como um caçador em busca de vingança na década de 1820 em "O Retorno".

"Eu ficaria bastante surpreso se ele não ganhar", disse Gray, da Variety.

A estrela em ascensão Brie Larson, de 26 anos, é a favorita para levar para casa o Oscar de melhor atriz por sua cativante atuação como uma jovem abduzida no filme independente "O Quarto de Jack"