Decotes estonteantes e detalhes brilhantes se destacam no tapete vermelho do Oscar

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016 10:47 BRT
 

Por Alexandria Sage

(Reuters) - O tapete vermelho mais observado do mundo roubou as atenções em Hollywood na noite de domingo, quando estrelas exibindo vestidos luxuosos, lantejoulas brilhantes e decotes ousados fizeram caras e bocas a caminho da maior premiação do cinema.

Embora os trajes com cores de jóias e a profusão de pele à mostra tenham sido a marca registrada este ano, as celebridades arriscaram no tapete vermelho – Charlize Theron vestiu um Dior de vermelho vibrante e Cate Blanchett mostrou uma explosão de flores em seu modelo.

Indicada a melhor atriz por "Carol", Cate atraiu elogios e questionamentos por seu vestido Armani Privé, que lembrava espuma do mar e era adornado com uma profusão de flores e penas costuradas à mão.

"Você tem que admirar as pessoas que estão se arriscando", disse Andrea Lavinthal, diretora de estilo e beleza da revista People. "Senão veríamos muito mais vestidos pretos".

Usado por Alicia Vikander, vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante pelo filme "A Garota Dinamarquesa", um vestido Louis Vuitton em amarelo suave com lantejoulas prateadas foi um dos primeiros looks a se destacar nos quase 250 metros de tapete vermelho.

"Só estar aqui já é muito surreal", disse a atriz sueca. "Estou com frio na barriga".

Sofia Vergara, estrela da série "Modern Family", causou frisson durante sua passagem com um modelo Marchesa em azul meia-noite com um decote generoso, e Daisy Ridley, de "Star Wars – O Despertar da Força", brilhou com as lantejoulas prateadas de seu Chanel com gola em V.

Em um modelo quase tão revelador, Saoirse Ronan, indicada a melhor atriz por "Brooklyn", trouxe à tona sua sereia interior com um vestido Calvin Klein reluzente em tom esmeralda com uma gola em V bastante cavada e as costas à mostra.

Mas por que verde? "Tenho muito orgulho de ser irlandesa", explicou a atriz, que também usou a cor de seu país quando foi indicada ao Oscar pela primeira vez, em 2008, por "Desejo e Reparação".

Olivia Wilde também estava bem à vontade – a frente de seu vestido Valentino tinha pouco mais que duas faixas verticais estreitas cobrindo os seios, e o modelo Givenchy de Rooney Mara, indicada a melhor atriz coadjuvante por "Carol", foi considerado por especialistas de moda como o mais avant-garde da noite por sua fenda lateral acentuada e o corte em forma de diamante acima do umbigo.

 
Charlize Theron no tapete vermelho do Oscar, em Hollywood. 28/02/2016  REUTERS/Lucy Nicholson