Petroleira BP cancela patrocínio à galeria de arte Tate após quase 30 anos

sexta-feira, 11 de março de 2016 13:31 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A petroleira britânica BP informou nesta sexta-feira que não vai renovar seu patrocínio de quase 30 anos à galeria de arte Tate, semanas depois de registrar o pior prejuízo anual de sua história, o que a obriga a cortar despesas.

"Estamos lidando com um ambiente de negócios extremamente desafiador e reduzindo gastos", disse um porta-voz da empresa. "Como resultado, decidimos relutantemente não renovar nossa parceria de longa data com a Tate Britain".

A empresa, que não informou o valor do patrocínio, vem sendo afetada pela queda do valor do preço do petróleo e afirmou que terá que economizar 7 bilhões de dólares até 2017.

A BP patrocinou várias exibições da galeria britânica, incluindo a série BP Spotlights, que recentemente abrigou "Minha Cama", instalação de Tracey Emin de 1998 que conquistou o Prêmio Turner de 1999.

A galeria foi alvo de protestos por causa de sua associação com a BP, entre eles uma ocupação parcial de ativistas contra a mudança climática.

A BP disse que sua decisão de não continuar com a parceria, que vence em fevereiro de 2017, não tem relação com as manifestações.

(Por Karolin Schaps)

 
Vista da nova escada em espiral do Tate,  em Londres.   18/11/2013      REUTERS/Olivia Harris